Eco Diagonistica

Chikungunya: maior especificidade por Fluorescência

De acordo com o Ministério da Saúde, em 2019 (Semana Epidemiológica 1 a 34 que compreende 30/12/2018 a 24/08/2019) foram registrados 110.627 casos prováveis de Chikungunya no país. No mesmo período de 2018, foram registrados 76.742 casos.

A região Sudeste apresentou incidência de 94,1 casos/100 mil habitantes.

Até 18/12/2019, Minas Gerais registrou 2.805 casos da Febre Chikungunya e o estado do Rio de Janeiro apresentou aumento de 298% entre 2018 e 2019, com 37.937 casos entre janeiro e novembro de 2019.

Como já é de conhecimento de todos, as condições climáticas mais favoráveis para o surgimento de criadores do mosquito são durante o verão, período mais quente e chuvoso. A forma mais eficaz de prevenir continua sendo evitar o nascimento do mosquito.

A infecção começa com febre, dor de cabeça, mal estar, dores pelo corpo e dor nas juntas. O quadro agudo dura até 15 dias e cura espontaneamente, mas algumas pessoas podem desenvolver um quadro crônico durante meses ou anos.  Cerca de 30% dos casos não chegam a desenvolver sintomas e depois de infectadas, as pessoas ficam imune pelo resto da vida.

A Chikungunya pode desenvolver a Síndrome de Gulliain-Barre, encefalite e outras complicações neurológicas.

O diagnóstico da doença é clínico, confirmado com exames laboratoriais de sorologia, de biologia molecular ou com teste rápido (triagem).

A ECO Diagnóstica possui um teste de imunoensaio por fluorescência para a detecção de anticorpos IgG/IgM contra o vírus Chikungunya em amostras de soro, plasma ou sangue total venoso e capilar.

O ECO F ChikV IgG/IgM utiliza o marcador fluorescente a base de EURÓPIO que proporciona resultado mais acurado em 15 minutos com um valor de Índice de Corte (COI), que consegue avaliar o nível de infecção do paciente. O kit é completo com pipeta capilar, tampão diluente e alta sensibilidade e especificidade.

O Kit foi validado* em laboratório de grande porte em Minas Gerais em comparativo com metodologia referência ELISA, apresentando resultados satisfatórios e coerentes, além de concordância com a clínica do paciente. Os dados foram comparados inclusive com teste de Dengue (ELISA) a fim de comprovar ausência de reação cruzada, o que foi apresentado na metodologia referência.

Além do teste por fluorescência, a ECO Diagnóstica possui, também, o teste rápido por imunocromatografia para detectar anticorpos IgG/IgM contra o vírus Chikungunya em amostras humanas de soro, plasma ou sangue total venoso e capilar.

 

 

*Estudo disponível.

Para maiores informações fale com um de nossos consultores: 55 (31) 3653-2025 / contato@ecodiagnostica.com.br

 

Fontes:

Ministério da Saúde: http://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/chikungunya

Ministério da Saúde – Secretaria de Vigilância em Saúde – Vol 50.Set 2019: http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2019/setembro/11/BE-arbovirose-22.pdf

Reportagem internet: https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2019/12/18/rio-registra-37973-casos-de-chikungunya-em-2019-um-aumento-de-298percent-em-um-ano.ghtml

 

ACOMPANHE A ECO