Eco Diagonistica

Certificação IFCC e NGSP para HbA1c da ECO Diagnóstica

Em 1996 foi criado o National Glycohemoglobin Standardization Program (NGSP), patrocinado, em parte, pela American Diabetes Association (ADA) com a finalidade de comparar e certificar os diversos métodos utilizados para dosagem da HbA1c. O NGSP utiliza como modelo um programa bem sucedido denominado Cholesterol Reference Method Laboratory Network Program.

O NGSP iniciou a padronização dos métodos utilizados para dosagem da HbA1c com o objetivo de tornar os resultados das várias metodologias disponíveis equivalentes aos resultados do método utilizado no DCCT (Diabetes Control and Complications Trial).   A rede de laboratórios do NGSP utiliza uma diversidade de métodos de ensaio, todos eles rastreáveis ao DCCT. O método de referência é o da IFCC (International Federation of Clinical Chemistry), que utiliza espectrometria de massa e eletroforese capilar.

Essa rede de laboratórios interage com os fabricantes de produtos para HbA1c para auxiliá-los na calibração dos métodos e proporcionar comparação de dados para certificação da rastreabilidade aos valores do método utilizado no DCCT e na IFCC.

Os laboratórios devem utilizar métodos certificados pelo NGSP, rastreáveis ao método do DCCT e IFCC.

A ECO Diagnóstica possui o kit ECO F Hba1c da linha F-Line com certificação da IFCC e NGSP para detecção quantitativa de HbA1c humana em amostras de sangue total venoso ou capilar por fluorescência.

Outro diferencial importante do kit ECO F Hba1c é não sofrer interferência das variantes comuns da Hb (HbS, HbE, HbC, HbD, HbF). Fatores interferentes podem resultar em valores não-compatíveis com o real estado de controle ou descontrole do diabetes.

O kit ECO F Hba1c utiliza apenas 5uL de amostra e libera o resultado em 3 minutos. O resultado de hemoglobina glicada é liberado juntamente com o resultado da glicose média estimada com a finalidade de complementar a informação clínica e facilitar a interpretação para controle do Diabetes e para o risco de desenvolvimento das complicações crônicas.

Para maiores informações fale com um de nossos consultores: 55 (31) 3653-2025 / contato@ecodiagnostica.com.br.

 

Fonte: Sunita, N. M. A hemoglobina glicada e o laboratório clínico. Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial. Volume 45, número 1, fev. 2009.

 

ACOMPANHE A ECO